Uma Landing Page, ou em um tradução literal “Pagina de aterrissagem”, “pagina de conversão” ou “página de destino”, é uma pagina no seu site ou blog criada com o único objetivo de conversão de suas leads. A pagina é normalmente composta de (1) uma oferta, (2) formulário e (3) CTA para uma ação.


Quando você te um negocio digital ou esta desenvolvimento uma estratégia de inbound marketing, você precisa primeiro atrair visitantes para seu site, e criar mecanismos para converter seus visitantes em leads e eventualmente clientes.

Uma landing page, literalmente uma página de destino em seu site, é uma ferramenta de conversão em uma estratégia de marketing de entrada. É um dos pilares para transformar visitantes  desconhecidos do seu site em clientes potenciais  identificados e, em seguida, em clientes.

Acredito que você já conheça as várias estratégias para criar canais de atração de visitantes (blog, marketing de conteúdo, publicação em redes sociais, dentre outras), mas uma das parters mais complicadas é, como você consegue converter esses visitantes em leads, e mais importantes, qualificar esses leads para se tornarem clientes.

É ai que entram as Landing Pages, a ferramenta / recurso mais utilizado no inbound marketing para conseguir informações de seus visitantes e usar essas informações para engaja-los, nutri-los e aumentar sua conversão para clientes.

O que é uma Landing Page 

Uma Landing Page, ou em um tradução literal “Pagina de aterrissagem”, “pagina de conversão” ou “página de destino”, é uma pagina no seu site ou blog criada com o único objetivo de conversão de suas leads. Antigamente, esse termo era utilizado para descrever qualquer página que o usuário acessava para entrar em um site.

Você pode notar isso ao acessar o Google Analytics em inglês, uma das métricas de acesso são as “Landing Pages”, que na sua versão equivalente em português, são traduzidas para “Pagina de destino”. Dessa forma, quando um usuário digita um termo no Google e acessa um conteúdo, essa seria a “pagina de destino”, enquanto que se digita o endereço na barra de busca, essa passa a ser a “pagina de destino”.

Quando falamos no contexto do Marketing Digital, e mais especificamente no Inbound Marketing, as Landing pages, são as páginas que tem como único objetivo a conversão dos seus visitantes para leads.

De maneira geral, essas páginas contem poucos elementos, e como citado anteriormente, tem como objetivo maximizar a conversão, usando para isso: (1) títulos chamativos, (2) descrição de uma oferta, (3) gatilhos mentais, (4) formulário de informações e por ultimo, mas não menos importante, os (5) CTAs.

As Landing pages tem esse numero limitado de elementos justamente para tirar todo e qualquer conteúdo que possa “distrair” o usuario ou diminuir a chance dele se converter no formulário e no CTAs.

Para fazer um comparativo explicado com o marketing de conteúdo e a jornada de compra, nós usamos as Landing Pages principalmente em conteúdos de meio e fundo de funil, onde o visitante já tem um conhecimento da marca, e esta inclinado a trocar suas informações de conteúdo, em troca de um material relevante a sua dor / problema.

Agora que você já sabe o que é uma Landing Page, vou te explicar para que você pode utiliza-la.

Para que serve uma landing page 

Como citado no tópico anterior, a Landing Page tem como função primária a conversão dos visitantes de seu site/blog para uma lead. Mas essa não é anuncia função que ela pode exercer na sua estratégia e para sua empresa.

Facilitar o lead scoring

Lead scoring é o processo de pontuar seus visitantes de acordo com os conteúdos que ele consome do seu site/blog e determinar em qual etapa da jornada de compras essa lead se encontra. Isso é possivel ao criar diferentes Landing Pages, para conteudos de diferentes estágios. Quando um usuário acessar uma dessas páginas, nós vamos saber aonde ele se encontra na jornada.

Por exemplo, um visitantes acessa uma Landing Page de um material de topo de funil, nós vamos pontua-lo com menos pontos do que quando outro visitantes acessar a Landing Page de um material de tabela de preço do seu produto. Claramente o que acessou a tabela de preço, esta mais próximo de realizar uma compra.

A capacidade das Landing pages contribuirem para o lead scoring é fundamental para tornar seu time de vendas mais assertivo nas leads que abordam e maximizar a taxa de conversão para novos clientes.

Segmentar seus contatos

Uma dos principais elementos de uma Landing Page é o formulário. O formulário é utilizado para colher as informações do seu visitante em troca do benefício que você esta oferecendo.

E é graças a esse formulário que temos o segundo grande beneficio das Landing pages: ele nos permite colher informações dos visitantes e segmenta-los baseado nos parâmetros solicitados. Dependendo do que foi perguntando você consegue identificar mais sobre o perfil da persona ou mesmo em qual estágio da jornada de compra ela se encontra.

Por exemplo, imagina que na sua empresa você tem 2 personas: uma é o gerente de marketing de uma empresa B2B e a outra é o dono de uma agencia de marketing. No seu formulário da Landing Page você pode perguntar o cargo que essa pessoa assume e colocar essas duas opções para que ele selecione. Dessa forma simples você vai conseguir qualificar a lead e direcionar suas ações.

Diminuir o CAC

Outra vantagem proporcionada pela Landing Page é a diminuição do Custo de Aquisição de Clientes. Como a Landing Page permite colher dados pessoais de seus visitantes, você consegue usar essa nova lista de contatos como oportunidades para seu time de vendas.

E o mais importante: essa lista vai estar “quente” (o contato se converteu recentemente e tem interesse no que a sua empresa esta ofertando) e já vai estar qualificada para diferentes tipos de abordagens dependendo da segmentação da sua persona.

Os tipos de landing page 

Apesar do que possa parecer depois de tudo que falamos nesse artigo, as Landing Pages não possuem somente um formato. Muito pelo contrario, existem várias maneiras de criar uma pagina de destino com diferentes objetivos em mente.

Na lista a seguir eu enumero as principais. Mas lembrando que essa não é uma lista exaustiva.

Página de captura 

A “Pagina de Captura” é o tipo de Landing Page mais comum, e aquele que discutimos anteriomente durante esse artigo. Ela é a pagina que permite a captura de alguns dados pessoas (nome, email, telefone, dentre outros necessários) em troca de uma oferta como por exemplo:

  • Acesso gratuito a um vídeo ou série de vídeos
  • Um livro digital, documento ou e-book
  • Um boletim informativo
  • Uma avaliação gratuita em uma plataforma
  • Ou qualquer outra coisa grátis.

Página de confirmação pendente 

Normalmente, depois que os usuários deixam o e-mail, eles são redirecionados para a página de confirmação pendente. Esta é uma página de login muito simples, cujo objetivo é indicar a um potencial cliente que ele precisa acessar sua conta de e-mail e confirmar sua inscrição para receber uma recompensa.

Aqui, as informações sobre os próximos passos que o usuário deve realizar devem ser muito claras para não confundi-lo ou fazê-lo pensar que a operação anterior não foi bem-sucedida.

Página de vendas 

Uma página de vendas é uma Landing Page criada para vender um produto ou serviço. Ao contrário de uma landing page padrão, sua finalidade não é fazer do visitante um contato de sua empresa, mas concluir a negociação e encerrar a venda.

Você pode configurar rapidamente a “Página de Vendas” para vender produtos ou serviços fornecidos pela empresa. Ele pode fornecer uma descrição completa do produto que você está oferecendo: você pode inserir um vídeo de demonstração, exemplos com benefícios de compra e muitas outras possibilidades além do próprio botão de compra.

Assim como você está totalmente focado nas características e vantagens do produto ou serviço na página, isso permite que seus clientes façam compras com apenas alguns cliques. Além disso, vale a pena mencionar que usando uma “página de destino” no formato de “página de vendas”, sua empresa:

  • Pode conduzir testes de verificação de produto para entender a aceitação do mercado;
  • O modelo pode ser publicado com apenas alguns cliques, sem a necessidade de equipe de design ou programação;
  • Você pode criar várias páginas para vender produtos diferentes ou páginas com interesses diferentes no mesmo produto.

Página de obrigado 

A página de agradecimento ou “Thank You Page“, é uma página de login simples, geralmente usada como um redirecionamento de outra, na qual o usuário confirma uma determinada ação. Por exemplo, você pode ter uma página de doações que o redireciona para um agradecimento especial após uma doação bem-sucedida.

Isso sugere que, se uma pessoa chegou até a sua pagina de obrigado, ela deixou de ser um visitante e passou a ser uma lead, e você agora tem o contato e outras informações pessoais desse visitante.

Na pagina de obrigado você deve agradecer seu visitante (agora lead) e dizer a ele o que acontecerá em seguida, ou seja, receberá o material por email, receberá a ligação de um representante de vendas, entre outros. Essa instrução sobre o que acontecerá em seguida é um dos dois objetivos principais de uma Thank you Page: suprir as expectativas da lead e agradece-la.

Você pode criar uma “página de agradecimento” separada para cada campanha para aumentar a interação com clientes em potencial, e registrar conversões específicas (em plataformas de publicidade on-line como Adwords e FaceAds) ainda é importante porque é apenas nesta página mostra quem passou na página de destino anterior.

A estrutura de uma landing page 

Em vez de serem feitas de gráficos dinâmicos, links, um menu e muitas outras distrações, as Landing Pages são curtas, simples e diretas. O objetivo é reduzir ao máximo as coisas desnecessárias para que sua mensagem seja clara e eficaz.

Mas não somente as Landing Pages devem ser diretas, seus elementos também precisam ser pensados para maximizar a conversão. Por exemplo, no formulário que você usa para coletar leads, você deve solicitar apenas as informações necessárias. Se você pedir muito, provavelmente assustará seu visitante.

A estrutura básica de uma Landing Page ótima, e as melhores práticas de cada um desses elementos será listado abaixo:

• Título e subtítulo 

Um dado divulgado pelo Copyblogger, site referência em copywriting, 8 em cada 10 pessoas lêem apenas o título. Apenas 2 entre 10 irão ler o restante do conteúdo da sua página. Considerando esses dados, percebe-se que os principais elementos da página são na verdade o título e o subtítulo.

Isso significa que esses elementos devem transmitir de forma clara e direta a proposta de valor da sua oferta, para que quando o visitante chegar na página pense: “O que é uma oferta interessante, talvez seja o que eu preciso, vou ler o resto da página” .

Imagem 

A crença comum que: “Uma imagem vale mais que mil palavras.” é ainda mais verdadeira quando falamos do conteúdo de uma Landing Page.

Assim como uma boa imagem pode refletir a proposta de valor de uma oferta e ajudar na conversão, uma imagem genérica ou uma imagem que vai contra a imagem proposta pelo texto também pode prejudicá-la. Dessa forma a regra é clara: use imagens que reflitam sua oferta.

Se você ou alguém de sua equipe tiver experiência em edição de imagens, sites como placeit.net e canva.com podem ajudá-lo a criar imagens para capas de e-books e outros materiais.

Evite utilizar imagens genéricas de bancos de imagens, e se estiver falando de uma pagina de vendas, lembre-se de utilizar imagens reais do seu produto. Por fim, no caso de um produto digital, como um software ou serviço, uma boa dica aqui é colocar capturas de telas da aplicação ou mesmo um video do seu funcionamento.

Descrição da oferta 

Na maioria dos casos, a página de conversão exigirá mais descrição da oferta para poder vender bem as ideias, dirimir dúvidas e ajustar as expectativas. Quando falamos da descrição da oferta, experimente utilizar técnicas de copywritting para tornar seu produto irresistível.

Algumas boas práticas para aumentar a conversão de sua Landing Page são:

  • Use bullet points (como esse);
  • Escreva fragmentos ou frases curtas fáceis de ler;
  • Escolha de 3 a 5 itens mais importantes sem usar blocos de texto longos;
  • Use negrito para destacar os termos relacionados;
  • Fale sobre benefícios, não recursos.

Se a citação for complexa e exigir mais esclarecimentos, você também pode usar outros elementos, como um vídeo explicativo ou usar uma apresentação incorporada do Slideshare para visualização do material.

CTA

CTA ou “Call to action” é a chamada para ação, ou seja, é o onde o usuário vai tomar a ação especificada por você. Essa ação normalmente é um botão localizado no próprio formulario. Lembre-se que o CTA precisa ter destaque na pagina, afinal de contas, vai ser ele o responsável por levar o usuario a executar a ação desejadas.

Dicas: quando for criar um CTA em uma Landing Page, coloca o texto desse CTA relacionado ao beneficio ou ação que principal. Por exemplo, se o usuário for baixar um ebook, coloque o texto do botão de “baixar ebook“, ou se for uma compra de um tênis, coloque o texto “Comprar tênis“.

Alguns outros exemplos de CTA:

  • Acesse o conteúdo completo;
  • Receba o material;
  • Agende sua consultoria;

Formulário 

O formulário provavelmente é a parte mais importante da sua Landing Page e ao mesmo tempo a mais delicada de criar. Isso acontece porque é no formulário que você v ai pedir a contrapartida da sua oferta, ou seja, você vai solicitar algumas informações do seu visitante em troca de um ebook, acesso a sua plataforma, etc.

Quando for criar o formulário é importante considerar que certas variáveis ​​devem ser balanceadas, como a quantidade de informações que você vai solicitar e a quantidade de leads de vendas que serão obtidos.

Isso não é uma regra, mas geralmente, quanto mais informações, menor a taxa de conversão. No entanto, preencha as informações que você precisa coletar de clientes em potencial em um formulário. Isso fará uma grande diferença quando os clientes em potencial passarem do marketing para as vendas.

Importante: cada novo campo de um form é um empecilho no caminho da conversão do seu potencial cliente. Por isso você deve adicionar novos campos com parcimônia. Uma boa dica é utilizar formulário inteligentes, que salvam as informações do seu visitante, e só exibem os campos que ainda não foram preenchidos em outro acesso.

Outros 

Os elementos citados anteriormente são os principais de uma Landing Page otimizada para conversão, mas você também pode usar outros elementos, como por exemplo:

Direcione o olhar do visitante. Use outros tipos de segmentação no site, como setas ou imagens de pessoas visualizando formulários. O olho humano geralmente segue essas instruções, que podem afetar a conversão.

Prova social. Forneça evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Nós temos a tendência de comprar produtos que outras pessoas já recomendaram. Algumas maneiras de fazer isso são usar botões de compartilhamento para exibir dados de redes sociais, o número de downloads e até depoimentos.

Um senso de urgência. Adicione à Landing Page quanto tempo resta até que a oferta expire para incentivar os visitantes inseguros a agir o mais rápido possível. Esta estratégia é geralmente vista em sites de compras coletivas. Um cronômetro é adicionado ao site para contar o número de minutos no final da oferta. O site de reserva de hotel mostra quantos quartos estão disponíveis no momento.

Etapas para criar uma landing page 

Agora que você já sabe o que é uma Landing Page, seus tipos e principais elementos, chegou a hora de colocar a “mão na massa” e criar sua própria. A seguir listo os principais passamos e o que precisa ser feito em cada um deles para desenvolver sua própria Landing Page.

Etapa 1 – Crie o conteúdo 

O conteúdo de sua landing page dependerá dos objetivos de sua campanha. A priori, você tem um objetivo de conversão: preencher um formulário, vender um produto, gerar interação mesmo assim. Enfim, você encontrará um conteúdo visual, textual e acima de tudo um CTA!

  1. Título. O título estimula a curiosidade dos leitores e descreve os benefícios que os usuários obterão com a conversão. Além disso, também é desejável citar nomes de profissionais conhecidos no mercado e serviços conhecidos dos usuários.
  2. Subtítulo. As legendas devem fornecer informações adicionais decisivas que possam convencer os usuários a clicar para obter o produto ou serviço.
  3. Escrever os textos. O texto deve descrever melhor a oferta para que possa vender bem as ideias, eliminar dúvidas e definir expectativas. Use frases curtas, escolha os pontos mais importantes e discuta os benefícios da oferta.
  4. Imagens. Use imagens que reflitam sua oferta. Evite usar imagens fáceis de entender, pois isso pode dificultar a conversão. Um bom teste é visualizar imagens sem títulos da página de destino. Ao fazer isso, responda: A imagem em si tem relação com a citação? Se sim, por favor, use-o.

Etapa 2 – Defina o Design 

O design da sua Landing Page é fundamental para uma boa conversão. Você pode estar pensando “mais eu não sei programar, como eu vou desenvolver uma página?”. Não se preocupe, você não precisa saber programar. Muito pelo contrario, o ideal é que você faça uso de uma ferramenta especializada nisso.

Vamos listar essas ferramentas no final do texto, aqui, o objetivo é explicar o processo macro:

  1. Escolher modelo. O modelo escolhido deve estar relacionado ao tamanho do texto, ao número de itens cobertos, ao tipo de imagem, ao tipo de oferta, etc.
  2. Adicionar conteúdo. Use determinado software para criar páginas de entrada. Desta forma, adicionar conteúdo à página se torna mais fácil. Se você não usar ferramentas para desenvolver a página, o desenvolvedor deve inserir conteúdo na página de destino.
  3. Determinar os campos. Como citdo anteriormente, o número e os tipos de campos do formulário devem variar de acordo com o tipo de oferta, o papel da oferta, o estágio do canal em que os visitantes podem entrar, etc. Ou, se esta opção estiver disponível no software de criação da página, você pode usar arquivos de configuração progressiva, formulários inteligentes e apenas perguntar aos clientes em potencial o que eles não responderam.
  4. Customizar a identidade. É importante que a identidade visual da página de login corresponda ao logotipo da sua empresa. Mas lembre-se de que o layout mais bonito nem sempre traz mais conversões. Use cores contrastantes e coloque a frase em destaque, a Call to action (CTA).

Etapa 3 – Configurações da Landing page 

A terceira e ultima etapa da criação de uma Landing Page é configura-la. Isso significa criar um endereço dentro do seu domínio, configurar o lead scoring, dentre outras tarefas mais técnicas. As principais são:

  1. Inserir URL. Utilize a palavra-chave e crie uma URL amigável. Evite deixá-la muito longa ou difícil de entender. Por exemplo: http://site.com.br/instagram-ads
  2. Configurar img de promoção em rede social. Insira uma imagem de promoção em redes sociais no campo de configurações do seu software de Landing Pages para que, ao publicá-la nessas redes, a imagem relacionada à oferta apareça automaticamente na postagem.
  3. Configurar email agradecimento. É importante criar e configurar e-mails de agradecimento para que os visitantes recebam a oferta em sua caixa de entrada quando eles se converterem e se tornarem leads de vendas.
  4. Determinar lead scoring. A função de pontuação do cliente potencial permite classificar e avaliar os produtos fornecidos por clientes potenciais específicos com base em suas características e comportamentos.
  5. Criar página agradecimento. Recomenda-se que você forneça uma “página de agradecimento” para a oferta, o que significa que os clientes em potencial podem visitar a página de agradecimento ou a página de confirmação da oferta. O aviso nesta página é para fornecer uma oferta suplementar para incentivar os clientes em potencial a fazer uma segunda conversão.
  6. Ativar notificações. Como empresa, é importante informar que alguém acabou de se tornar um cliente em potencial, especialmente no material de fundo do funil. Isso ajuda a se aproximar do Lead com mais agilidade, aumentando a eficiência do relacionamento.

Como divulgar – Conheça os canais 

Rede social

As redes sociais têm um ótimo potencial de engajamento e você pode usar isso a favor da sua estratégia de LPs. Lembrando que nas redes sociais, o copy para converter o usuário precisa ser no valor da oferta gerado. Somente dessa forma seu potencial lead vai clicar na sua publicação.

Por exemplo, divulgue os seus conteúdos ricos nas principais redes sociais (se fizer sentido para sua persona) e incentive as pessoas a baixarem, marcarem os amigos, compartilharem e reagirem aos conteúdos, para aumentar o alcance da sua divulgação e ainda ajudar a conquistar novos visitantes!

Website / blog

Se você estiver fazendo uma estratégia de Inbound Marketing e Marketing de conteúdo adequada, provavelmente esta utilizando seu Blog (ou página similar) para adicionar seus conteúdos, e com eles, aumentar o trafego do seu blog.

O que muitas vezes acabam não fazendo, é criar pontos de conversão mais meio e fundo de funil al longo dos textos e outras seções do seu blog / site. Quando fazemos isso, no momento em que um visitante estiver consumindo um conteudo, ele pode ser impactado por uma nova oferta e acabar se convertendo.

Por exemplo, imagina que um novo visitante acessou seu blog e esta consumindo um blog post topo do funil “o que são as landing pages“. Nesse mesmo texto, você pode adicionar uma banner (ou outro tipo de CTA), para um ebook meio / fundo de funil entitulado: “Como utilizar o software X para automatizar a criacão de sua Landing Page”.

Nota de atenção: cuidado para não adicionar muitos pontos de conversão, e tornar ruim a experiência do usuário. Isso acontece quando você acaba adicionando muitos botões, links e CTAs em um mesmo texto e/ou página.

Marketing de email

O uso do email marketing permite distribuir conteúdo relacionado à sua base de contatos e fortalecer o seu relacionamento. Você pode enviar e-mails para postar novas cotações ou novos materiais e monitorar o desempenho.

Coopere com grupos subdivididos, considere informações pessoais e interesses para comunicação personalizada.

Mídia paga

A mídia paga pode promover muito o desenvolvimento do seu negócio. Lembrando que, um dos tipos de landing pages são as “paginas de vendas”, e por definição, elas casariam perfeitamente com as mídias pagas – onde o principal objetivo é converter as leads no seu anuncio (da mídia paga) e um cliente.

  • Por exemplo, no Google AdWords, você encontrará visitantes qualificados que procuram soluções ou conteúdo para a empresa. No Google AdWords você pode atender à demanda, enquanto no Facebook Ads você pode selecionar públicos e gerar demanda.
  • Nos anúncios do Facebook, você pode construir públicos por meio de segmentação detalhada. No entanto, eles não buscaram ativamente uma solução.

Lembre-se que ao diversificar as campanhas de mídia paga, você também abre a possibilidade de inovar. No caso das mídias pagas, usar uma oferta específica e disponibilizá-la por meio de uma Landing Page é fundamental para garantir o retorno sobre o investimento (ROI).

Isso porque, na Landing Page, o visitante terá duas opções: preencher o formulário em troca da oferta ou sair. O fato de ter poucas opções aumenta muito a probabilidade de o visitante realizar a conversão.

E não se esqueça que é fundamental criar uma oferta unica na Landing page. Por exemplo, supondo que você pagará R$ 0,50 para cada pessoa que clicar no seu anúncio e for para a Landing Page. A cada R$ 100 investidos, você terá um tráfego de 200 pessoas indo para a Landing Page, certo?

Agora vamos supor duas opções:

  • Anúncio genérico com tráfego para uma página genérica: sem um direcionamento claro, o visitante não saberá qual é a oferta e o comportamento mais esperado é sair do site. No melhor dos casos, você conseguirá uma taxa de conversão de aproximadamente 3%, o que significa que 6 pessoas, das 200, vão entrar em contato. O custo por Lead será de R$ 16,66.
  • Anúncio específico com tráfego para uma Landing Page específica: com uma página focada na oferta, as chances de conversão melhoram exponencialmente. Por exemplo, se você conseguir uma taxa de conversão de 15%, serão 30 pessoas, das 200, entrando em contato com você. O custo por Lead será de R$ 3,33 — uma redução de 80% em relação ao primeiro cenário.

Atenção: os anúncios de mídia paga estão sempre mudando – o lance de leilão fica caro, concorrentes estão presentes, novos formatos sempre aparecem e, se suas campanhas não estiverem atualizadas, você pode estar perdendo resultados pelas novas atualizações.

Ferramentas para fazer uma landing page 

Criar Landing Page não é uma tarefa simples, especialmente se você não tiver recursos gráficos ou técnicos. Mas não se preocupe, existem algumas ferramenta especializadas nisso, que te permitem criar Landing pages sem a necessidade de código, contando com templates e formularios pré definidos.

Hubspot

Hubspot, uma das maiores empresas de marketing do mundo (e uma das minhas preferidas)  possui um sistema de criação de landing pages que pode ser integrado a sua estratégia de conteúdo. Aproveitando, a Hubspot também possui software de CRM (para vendas), marketing (para gerenciar as campanhas de marketing), e Serviços (voltado para o time de CS e suporte). A plataforma também disponibiliza um vasto material educativo para quem tem dúvidas em relação ao conteúdo digital.

RDStation (Resultados Digitais

A RDStation, ou resultados digitais, é uma empresa Brasileira com um excelente software para criação de Landing Pages e gestão de leads. Com ela, você consegue criar suas páginas com dezenas de elementos pré configurados, e vários templates prontos para serem utilizados na sua estratégia.

Leadpages

Leadpages é uma ferramenta especializada na criação de landing pages, com mais de 200 templates responsivos. A ferramenta possui um sistema de arrastar e soltar que permite mover facilmente seus elementos de texto ou visuais (sem precisa de um desenvolvedor). Você pode adicionar widgets como vídeos, contagem regressiva, um calendário, um formulário ou até mesmo botões de compartilhamento para suas redes sociais.

Unbounce

A Unbounce é uma das referências no mercado para a criação de landing pages, pop-ups e banners de sites, sem ter nenhum conhecimento de código. Mais de 100 templates responsivos estão à sua disposição e são classificados de acordo com seus objetivos de conversão: geração de leads, venda de um produto ou serviço, inscrição para um evento ou webinar, download de um ebook ou mesmo anúncio de ‘um novo produto que será lançado.

Instapage

Instapage é uma plataforma que permite criar Landing Pages, sem a necessidade de codificar. Tudo o que você precisa fazer é selecionar um dos 100 modelos disponíveis. Ela também conta com um editor intuitivo que permite a personalização simplificada de suas páginas.

Leadlovers

Leadlovers é uma plataforma de automação de marketing que oferece diversos serviços para empresas e empreendedores, incluindo a criação de páginas de venda, captura de leads, páginas de recompensa, a partir de layouts pré-prontos que podem ser customizados pelo cliente.

Conclusão 

Os conteúdos das páginas de destino costumam ser educacionais e respondem às perguntas que os internautas se fazem ao pesquisar no Google, por exemplo. Também a ajudam a progredir na busca de soluções.

Quando eles chegam à sua página inicial, o que eles devem fazer? O que você quer que eles façam?

Portanto, é para uma landing page que você deve enviar seu tráfego em palavras-chave bem específicas, alinhadas com o que você deseja que o usuário faça. E, claro, a página em que ele chega deve responder a todas as suas perguntas e guiá-lo.

Elas são ferramentas complementares essenciais a qualquer ação publicitária na web. Use-as para ter a chance máxima de retorno sobre seus investimentos. Conquiste o sucesso a partir de práticas que dão certo no marketing digital!