À medida que uma equipe de produtos cresce de um ou dois colaboradores individuais para uma equipe maior e mais diversificada, é preciso algum trabalho para garantir que todos estejam preparados para o sucesso. Diferentes personalidades, estilos e expectativas podem criar experiências inconsistentes para os outros ao lidar com o time do produto. Mas você sabe quais as caracteristicas de um time de alta perfomance?

Nesse artigo, eu vou listar 12 caracteristicas de um time de produto de alta perfomance que reconheci durante minha jornada e nas melhores equipes de empresas como Apple, Google e Amazon.

Como é um time de produto de alta perfomance?

1. Transparência e visibilidade em toda a organização

Quando uma equipe de produto está se comunicando com o restante da empresa, o assunto é dividido em três grupos principais:

  • Onde estamos: análises quantitativas e relatórios sobre como o produto está sendo usado, com métricas consistentes que mostram o progresso em direção às metas.
  • Onde estamos – Comunicação das capacidades atuais e como elas se comparam ao resto do mercado.
  • Para onde estamos indo – Um roadmap claro que mostra como o produto está evoluindo para ajudar a empresa a atingir seus objetivos.

Ao cobrir esses três itens regularmente, você está elevando o valor que sua equipe traz e lubrificando as engrenagens para futura colaboração e cooperação.

As equipes de alto desempenho também tornam as informações acessíveis – tanto em disponibilidade quanto em consumibilidade – em vez de mantê-las em segredo. Ser visto como uma fonte de grande inteligência e insight é um grande impulso para a equipe.

Dica: Como apresentar seu roadmap para os stakeholders do projeto

2. Empoderado e com autonomia

As pessoas não costumam entrar no gerenciamento de produtos porque querem apenas seguir os pedidos e buscar constantemente aprovação. Em vez disso, eles querem ser pensadores independentes e solucionadores de problemas com espaço para inovar. Portanto, se a filosofia de sua equipe não é a de empoderar os gerentes de produto a assumirem alguns riscos calculados, você estará sufocando sua equipe e reduzindo o valor que a equipe pode oferecer ao restante da empresa.

Além disso, se todo mundo precisar verificar constantemente com o chefe antes de fazer qualquer coisa, você estará criando um processo destinado a gargalos e ineficiência. O gerenciamento Top-Down é o oposto da agilidade, que geralmente é o que sua organização precisa para competir, reagir e ajustar rapidamente.

“Os objetivos pessoais são fundamentais, eles fornecem um senso de direção específico e permitem que os membros da equipe tenham um senso real de progresso quando as metas são alcançadas ou colocadas na coluna Concluído”.

Faye Benfield, Comic Relief

Obviamente, autonomia e independência devem ser conquistadas aos poucos. Porém, à medida que os membros da equipe de produto ganham sua confiança e obtêm sucesso, você deve constantemente “soltar a colera”, para que eles possam crescer e prosperar.

Dica: Como empoderar seu time de produto.

3. Alinhado aos objetivos organizacionais

Um time de produtos de alta perfomance está sempre focada na missão da empresa. Quando uma equipe tem uma compreensão consistente dos objetivos gerais, isso os guiará na mesma direção geral, ao lidar com suas áreas de foco individuais.

Quando uma equipe de produto está desalinhada, ela envia uma mensagem incoerente para o restante da empresa, causando um planejamento menos eficiente. Evite isso, garantindo que todos na equipe entendam completamente a visão abrangente para a qual todos estão trabalhando. E prestando atenção em como as coisas individuais em que estão trabalhando se encaixam nesse quebra-cabeça.

“Não se pode exagerar o quão importante é que a Missão, a Visão do Produto e a Estratégia do Produto sejam comunicadas a cada oportunidade”

“Comunique-se todos os dias. Até você ouvir sua equipe repetindo essas coisas para você sem avisar ou observá-las em suas ações diárias, você não impressionou. ”

Richard Banfield, do Fresh Tilled Soil.

Isso evita que as pessoas sejam sugadas para seu domínio específico, ao mesmo tempo em que garante que todas as decisões que tomam sejam tomadas com esse quadro geral em mente.

Bonus: Segue um video incrível do Richard Banfield, palestrando sobre timers de alta performance no Mind the Product em Londres.

4. Excelentes habilidades com pessoas

É permitido que os desenvolvedores sejam irritadiços, o suporte ao cliente tenha permissão para exasperar e os vendedores podem ser exigentes. Mas os gerentes de produto devem sempre ter o melhor comportamento. Um dos aspectos essenciais do trabalho é interagir com sucesso com todas as partes da organização e obter o que eles precisam por influência, encanto e respeito.

Os gerentes de produto raramente podem fazer demandas porque outras partes da empresa não prestam contas a eles. Portanto, em vez de uma discusão acalorada, eles devem confiar na persuasão equilibrada e orientada por dados. Os times de alta perfomance são vistas como conhecedoras, acessíveis e abertas a comentários e sugestões.

As equipes (ou membros da equipe) gritando ordens do alto de sua torre de marfim podem conseguir o que querem por um tempo, mas relacionamentos de longo prazo com outros departamentos não podem ser construídos dessa maneira.

Quando surge uma crise, o time de produto deve ser vista como a fonte de soluções e não como uma area de atrito e dramas

Dica: Aprenda como gerentes de produto podem dizer NÃO.

5. Criadores de espaços seguros

Os time de alta perfomance exigem as melhores e mais recentes informações de todas as fontes relevantes. É por isso que eles precisam que clientes e colegas compartilhem preocupações, comentários e idéias regularmente. Para manter essa entrada de todos os lados, os times de produto devem criar um ambiente em que sugestões sejam bem-vindas e não vistas como ataques pessoais ou críticas.

Os gerentes de produto deixam seus egos “do lado de fora porta” e acenam com um sorriso quando ouvem a mesma idéia pela 15ª vez. E eles devem fornecer um ciclo de feedback positivo, onde as sugestões não são apenas bem-vindas, mas incentivadas e adotadas. Quando os colegas de trabalho reconhecem que a equipe do produto deseja sua entrada e a transformarão em ação, é muito mais provável que lhes tragam idéias, em vez de apenas reclamar com o cônjuge ou discuti-lo com os membros internos da equipe.

“Solicitar feedback não significa que os planos de produtos mudem de curso a cada nova entrada”

“Os melhores gerentes de produto são aqueles que podem definir e articular uma visão clara e consistente do produto enquanto a avaliam constantemente”.

Eran Aloni.

Dica: 5 fontes de idéias para seu produto. (Spoiler: seu time é uma delas)

6. Melhorando continuamente

Nunca contente com o status quo, um time de alta perfomance sempre se esforça para fazer as coisas melhor, tanto em grupo quanto em indivíduos. Isso melhora a qualidade de sua produção e demonstra seu compromisso com a qualidade, começando por eles mesmos.

No nível do time, muitas dessas melhorias estarão relacionadas ao processo e à comunicação. Pense em melhorar a eficiência, aprimorar o controle de qualidade, otimizar processos, etc. Tudo o que maximiza a produção e minimiza a sobrecarga inútil.

Para as pessoas, isso significa aprender sobre como a equipes de desenvolvimento funciona, obter informações sobre o produto com o sucesso do cliente e recorrer à equipe de vendas para obter informações sobre o que está em alta nos clientes (e o que está faltando). Qualquer coisa que permita que você se torne ainda mais informado sobre o mercado, a tecnologia e as tendências que afetam os negócios e o produto.

7. Complementar os outros

Os gerentes de produto devem ser os melhores jogadores da equipe (já que eles não podem fazer seu trabalho sem a ajuda de muitos outros na organização), mas seu papel também pode levá-los a ficar um pouco isolados e solitários às vezes. As equipes que se destacam acima disso se esforçam para dar crédito aos indivíduos e grupos dentro da organização que se esforçam para tornar realidade a visão da empresa.

Para os líderes de equipe, elogiar colaboradores individuais e garantir que suas realizações obtenham visibilidade adequada também é a chave para o alto desempenho. Naturalmente, pode ser muito desmotivador se você quebrar o rabo apenas para receber pouco reconhecimento ou recompensa.

8. Possuir em sua equipe pessoas de alto rendimento

Uma maçã podre com uma péssima atitude ou ego super inflado pode minar todo o trabalho que você fez para construir a reputação da sua equipe e o valor percebido na organização. Um time de alta performance avaliará consistentemente seu talento, aprimorando quando necessário e tratando de problemas ou fraquezas apodrecidas antes que se tornem problemas.

“As empresas costumam enfatizar demais o recrutamento de estrelas, mas não há tempo suficiente para transformar as pessoas em estrelas”

“Idealmente, os gerentes mantêm conversas de feedback e desenvolvimento pelo menos uma vez por mês e dão feedback em tempo real.”

Pranav Khanna, da Capital One.

Muita rotatividade pode prejudicar a produtividade e criar inconsistência no desempenho da equipe. Porém, quando um novo membro entra a bordo, um processo sólido de integração deve estabelecer protocolos adequados, cultivar bons hábitos e reforçar a “estrela norte” que todos os membros da equipe de produto usam como guia para alinhar-se à empresa como um todo Objetivos.

Dica: Tenha um time de missionários e não de mercenarios.

9. Apenas a quantidade certa de processos

Excesso de processo e burocracia podem atrasar a equipe e limitar sua eficácia, enquanto não o suficiente pode criar muita inconsistência. Os times de alta performance adotam processos que funcionam e descartam aqueles que têm pouco ou nenhum objetivo.

Por exemplo, qualquer pessoa deve poder sugerir uma ideia de produto, mas a ideia deve ser acompanhada por uma lógica e fonte de negócios reais. Isso mostra que a equipe está aberta a sugestões externas, mas evita que as coisas sejam uma caixa de sugestões gratuita para todos.

Dica: Qual o melhor framework de priorização de feature para seu time?

10. Sempre centralizado no cliente

O time do produto deve ser a voz do cliente nos pilares comerciais e técnicos da empresa. Enquanto todo mundo está focado em ganhar dinheiro ou construir algo bacana, os times de alta perfomance estão sempre voltando ao impacto no cliente.

Isso não apenas impede que o processo de tomada de decisão da empresa se torne uma echo chamber (certas ideias são tomadas como verdadeiras devido a repetição) como alinha constantemente as atividades com a visão de melhorar a vida de seus clientes.

11. Decisivo

Os times de produtos devem poder se decidir e seguir os planos assim que forem estabelecidas. Isso não significa que eles são ditadores que tomam decisões instintivas, mas, uma vez que os fatos estão presentes, eles podem rapidamente levar as coisas à conclusão.

Uma maneira de imbuir sua equipe com essa característica é designar claramente a pessoa que, no final das contas, começa a dar as ordens e tem poder de veto inquestionável. Uma cadeia de comando documentada e acordada evita que a política e os canais anteriores se concentrem em fazer as coisas.

12. Questionam status quo 

Os principais times não seguem apenas as regras, elas questionam por que foram criadas em primeiro lugar. Isso não é apenas para ser argumentativo, é para impedir a empresa de fazer as coisas da maneira que sempre foram feitas devido à inércia e à falta de introspecção.

“Isso significa que eles devem ter ou desenvolver uma linha empreendedora ou estar dispostos a tentar coisas diferentes”, de acordo com o relatório da McKinsey and Company, Como selecionar e desenvolver indivíduos para equipes ágeis bem-sucedidas: um guia prático. “As equipes ágeis prosperam ao enfrentar o status quo e quando descartam a tradição em busca de uma visão. Eles florescem esticando ou redefinindo as restrições existentes e flexionando regras e tradições quando necessário. ”

As equipes ágeis prosperam ao enfrentar o status quo e quando descartam a tradição em busca de uma visão